ADMOESTAÇÕES – CAP. 18. SOBRE A COMPAIXÃO DO PRÓXIMO

Deixe um comentário

1 Bem-aventurado o homem que suporta o próximo segundo a sua fragilidade naquilo em que gostaria de ser suportado por ele, se o seu caso fosse parecido. 2 Bem-aventurado o servo que devolve todos os bens ao Senhor, porque quem guarda alguma coisa para si esconde em si o dinheiro do Senhor seu Deus (Mt 25,18) e o que julgava ter, vai ser tirado dele (Lc 8,18).

Anúncios

Cristão deve proteger a graça recebida no Batismo, alerta Bento XVI

Deixe um comentário

“Devemos estar preparados para proteger a graça recebida no dia do Batismo, continuando a alimentar a fé no Senhor, que impede o mal de criar raízes”, salientou Bento XVI antes de recitar a tradicional oração mariana do Angelus deste domingo, 17.
O Papa explicou que as parábolas evangélicas são breves narrações que Jesus utiliza para anunciar os mistérios do Reino dos céus. E é exatamente o Reino o tema do Evangelho deste Domingo (Mt 13, 24-43).
“Reino dos Céus significa, de fato, senhorio de Deus, e isso quer dizer que a sua vontade deve ser assumida como o critério-guia da nossa existência”, ressaltou o Pontífice.
Jesus compara o Reino dos Céus a um campo de trigo, “para nos fazer compreender que dentro de nós está semeado algo de pequeno e escondido, que, entretanto, possui uma insuprimível força de vida. Apesar de todos os obstáculos, a semente crescerá e o fruto amadurecerá. Esse fruto será bom apenas se o terreno da vida tiver sido cultivado de acordo com a vontade divina”, indicou o Pontífice.
A primeira Leitura e o Salmo da Liturgia deste domingo também foram recordados pelo Santo Padre. Esses textos indicam a onipresença, misericórdia, justiça e bondade de Deus.
“Se, portanto, somos filhos de um Pai tão grande e bom, busquemos nos assemelhar a Ele! Era essa o objetivo que Jesus buscava com a sua pregação […]. Dirijamo-nos com confiança a Maria, que ontem invocamos com o título de Virgem Santíssima do Monte Carmelo, para que nos ajude a seguir fielmente a Jesus, e assim viver como verdadeiros filhos de Deus”, concluiu.

O encontro

O Pontífice está em Castel Gandolfo, onde permanece até setembro, para seu período de férias e também de verão europeu. Após a oração do Angelus, o Papa fez um apelo em prol da situação de calamidade vivida na Somália.
Aos peregrinos franceses, Bento XVI afirmou que as férias são “propícias para um enriquecimento cultural e espiritual”, recordando os inúmeros locais e monumentos que podem ser visitados. Aos de língua inglesa, ressaltou: “Trabalhemos por uma abundante safra de santidade na Igreja e peçamos para nos encontrarmos entre os que pertencem a Cristo no dia do Juízo”.
“Nestes dias, que, para muitos, são de descanso, convido a todos a abrir o coração à Divina Palavra, para aprender como se comporta Aquele que tudo pode e refletir em nossas vidas a grandiosidade de seu amor e misericórdia. Que a isso nos ajude a Santíssima Virgem Maria”, disse aos hispânicos presentes em Castel Gandolfo.
Acerca da memória litúrgica de Nossa Senhora do Carmo, celebrada ontem, lembrou que o escapulário é um particular sinal da união com Jesus e Maria. “Para aqueles que o carregam consigo, é sinal do filial abandono á proteção da Virgem Imaculada. Na nossa batalha contra o mal, Maria, nossa mãe, nos envolve com o seu manto. Confio-vos à Sua proteção e vos abençoo de coração.

Fonte: http://www.cancaonova.com

30 ANOS APÓS SER DESCOBERTO, CONFERÊNCIA DEBATE HIV EM ROMA

Deixe um comentário

Até quarta-feira Roma é a sede da VI Conferência Mundial sobre a Aids, organizada pela International AIDS Society (IAS). Cerca de 8 mil delegados de 120 países estão na capital italiana.
Desde a identificação dos primeiros casos, em 1981, morreram, em decorrência de doenças provocadas pelo HIV, mais de 25 milhões de pessoas em todo mundo e mais de 40 milhões de pessoas foram contagiadas pelo HIV. Entre os temas em debate, a presença da doença no hemisfério sul, onde 10 milhões de pessoas ainda não possuem acesso a serviços de prevenção e curas.
O compromisso da Igreja no tratamento e na prevenção da doença sempre foi muito forte. Além disso, a Igreja administra nos territórios de missão, centenas de centros de prevenção e tratamento da HIV/AIDS. Em 2010, a Congregação para a Evangelização dos Povos destinou mais de 1 milhão e 200 mil euros a 131 centros em 41 países.
Entre os protagonistas desta VI Conferência Mundial está também Caritas de Roma: amanhã os delegados da IAS visitarão as três Casas Família da Caritas para pacientes com AIDS: a primeira estrutura de acolhimento para doentes de AIDS na Itália, fundada por Dom Luigi Di Liegro, em 1988.
As edições anteriores da Conferência foram realizadas em Buenos Aires, Paris, Rio de Janeiro, Sydney e Cidade do Cabo.

 

Fonte: http://www.radiovaticana.org

SOMOS FILHOS DE UM PAI GRANDE E BOM, AFIRMA PAPA

Deixe um comentário

Bento XVI

Bento XVI considera que, para que a vida dê fruto, deve ser como critério-guia a vontade de Deus, pois, onde Ele não está, “não pode haver nada bom”.

Esta foi a conclusão à qual chegou neste domingo, no encontro com os peregrinos que lotavam o pátio do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo por ocasião da oração mariana do Ângelus, ao meditar sobre a parábola do semeador e do joio, apresentada na liturgia do dia.

Com estas reflexões, afirmou, “o divino Mestre convida a reconhecer, antes de tudo, a primazia de Deus Pai: onde Ele não está, não pode haver nada bom. É uma prioridade decisiva para tudo”.

“Reino dos céus significa precisamente senhorio de Deus e isso quer dizer que sua vontade deve ser assumida como o critério-guia da nossa existência”, explicou.

Jesus compara o Reino dos céus com um campo de trigo, continuou explicando o Bispo de Roma, “para dar-nos a entender que dentro de nós foi semeado algo pequeno e escondido que, no entanto, tem uma força vital que não pode ser suprimida”.

“Apesar dos obstáculos, a semente se desenvolverá e o fruto amadurecerá. Este fruto será bom somente se for cultivado o terreno da vida segundo a vontade divina”, observou.

Por isso, na parábola do joio, Jesus adverte que, depois da semeadura do dono, “enquanto todos dormiam”, aparece “seu inimigo”, que semeia o joio.

“Isso significa que temos de estar preparados para proteger a graça recebida no dia do Batismo, alimentando a fé no Senhor, que impede que o mal crie raízes”, destacou.

O Pontífice citou um dos seus autores favoritos, Santo Agostinho de Hipona, quem escrevia: “Primeiro muitos são joio e depois se convertem em grão bom”.

E o famoso convertido acrescentava: “Se estes, quando são maus, não fossem tolerados com paciência, não chegariam à louvável transformação”.

A partir desta reflexão, o Papa concluiu: “Se somos filhos de um Pai tão grande e bom, procuremos parecer-nos com Ele!”.

Fonte: http://www.zenit.org

Aberto o 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação

Deixe um comentário

A objetividade e pontualidade marcaram a abertura do 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom), no início da noite deste domingo, 17, no Ginásio da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. “Declaro abertas as atividades do 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação”, disse o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, pontualmente às 18h30. “Que o Cristo Redentor derrame suas bênçãos sobre todos”, acrescentou.

O mutirão deve reunir cerca de mil comunicadores de todo o país até a próxima sexta-feira. Ele é promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e realizado pela arquidiocese do Rio de Janeiro e PUC-Rio, com apoio do Regional Leste 1 da CNBB.

A mesa de abertura foi composta, além do arcebispo do Rio, pelo presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, dom Claudio Maria Celli; pelo arcebispo de Campo Grande (MS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social, da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa; pelo reitor da PUC, padre Josafá Carlos de Siqueira; pelo coordenador geral do Mutirão, padre Omar Raposo; pelo vigário episcopal para as comunicações da arquidiocese do Rio, padre Marcos Willian Bernardo; pelo diretor acadêmico do Muticom, professor Miguel Pereira, e pelo conferencista da noite, mons. Dario Viganò, professor da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma.

Entoados os hinos Pontifício e Brasileiro por um grupo dos Arautos do Evangelho, houve breve saudação dos componentes da mesa. “Desejo frutuoso mutirão para todos. Renovo, mais uma vez, minha alegria de estar com vocês para compartilhar a comunhão”, disse dom Claudio Maria Celli.

O presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, exortou os participantes a “escancararem as portas do coração a Cristo”, colocando-se como “discípulos missionários de Cristo para o anúncio do evangelho potencializado com os meios que estão disponíveis”.

Já o reitor da PUC destacou o papel da universidade no Mutirão lembrando a importância do mundo acadêmico. “É preciso trabalhar com racionalidade os valores do evangelho para estejam presentes em nossos processos comunicativos”, sublinhou.

Para o diretor acadêmico do Muticom, Miguel Pereira, o mutirão é resultado de um trabalho conjunto de muitas pessoas. “Aqui vamos discutir o que queremos de comunicação para a Igreja. Cada um de nós é linguagem. Se melhorarmos individualmente,podemos melhorar a sociedade”, disse o professor.

O presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações e o arcebispo do Rio de Janeiro foram presenteados com um DVD e um livro do último mutirão, realizado em Porto Alegre (RS), em fevereiro do ano passado.  “Dom Claudio Maria Celli foi um grande amigo do mutirão e dom Orani, um constante incentivador”, disse padre Marcelino Sivinsk, um dos coordenadores do Muticom de Porto Alegre, ao entregar o presente.

Evangelho – Mt 12,38-42

Deixe um comentário

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo:
Alguns mestres da Lei e fariseus disseram a Jesus:
‘Mestre, queremos ver um sinal realizado por ti.’
Jesus respondeu-lhes:
‘Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas.
Com efeito, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim também o Filho do Homem estará três dias e três noites no seio da terra.
No dia do juízo, os habitantes de Nínive se levantarão contra essa geração e a condenarão, porque se converteram diante da pregação de Jonas.
E aqui está quem é maior do que Jonas.
No dia do juízo, a rainha do Sul se levantará contra essa geração, e a condenará, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão.
E aqui está quem é maior do que Salomão.’
Palavra da Salvação. 

São Francisco Solano

1 Comentário

Nasceu na Espanha no ano de 1549. Sua formação passou pelo colégio jesuíta, ingressando mais tarde na Ordem Franciscana. Prestou ali muitos serviços, mas seu grande desejo era a evangelização para muitos. Foi quando deixou a Europa e foi para a América Latina.
Chegou em Lima (Peru), evangelizando também pela Argentina, Chile, Paraguai, Andes etc. Tudo isso em busca de evangelizar a muitos.
Francisco Solano consumiu-se na evangelização. Por obediência voltou a Lima para ser, dentro da Ordem, um formador de novos evangelizadores.
Solano faleceu com 61 anos pronunciando palavras de louvor ao Senhor: “Deus seja bendito!”
Quem se consome pelas almas, tem a certeza de que Deus foi glorificado.

São Francisco Solano, rogai por nós!