RIO DE JANEIRO É LÍDER EM MATÉRIA DE FURTOS DE PEÇAS SACRAS

Deixe um comentário

Rio de Janeiro, 29 nov (RV) – O Rio de Janeiro é líder, no Brasil, em matéria de furtos de peças históricas. O Instituto Estadual de Patrimônio Cultural (Inepac) realizou um levantamento do acervo de arte sacra do Estado, nas cidades das regiões norte, noroeste e baixadas litorâneas. Os dados indicaram Campos dos Goytacazes como a cidade com o maior número de bens procurados: 34. O número de furtos também é grande em Cabo Frio.

O levantamento deu origem ao Inventário da Arte Sacra Fluminense, disponível na rede web, desde setembro passado, iniciativa que já deu ensejo à recuperação de algumas peças. Durante a catalogação, foram descobertas peças guardadas em sacristias e esquecidas em armários. Os responsáveis não tinham conhecimento do valor histórico de tais bens.

O museólogo Rafael Azevedo, coordenador-geral do inventário, explicou que o objetivo do levantamento foi tornar o acervo histórico-artístico-religioso do Rio – que é grande – mais conhecido, a fim de motivar a população para a tarefa de preservação desse acervo. Ele acrescentou que o fato de o Rio ser um porto de mar facilita o contrabando das peças roubadas.

O levantamento – que levou um ano para ser concluído – teve como ponto de partida outro inventário, realizado nos anos 1794 e 1795, por Mons. Pizarro, então encarregado de vistoriar as igrejas católicas. O trabalho foi republicado e as peças apresentadas nas obras, procuradas pelos pesquisadores. No próximo ano, a busca, identificação e catalogação das peças sacras fluminenses se estenderão para outras cidades do Estado do Rio.

Os furtos têm obrigado igrejas centenárias a manterem suas portas fechadas. Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a Igreja de Nossa Senhora do Pilar – que data de 1720 – perdeu suas imagens originais. Em Nova Iguaçu, a Capela de Nossa Senhora de Guadalupe, construída em 1737, teve o portal da fachada furtado.

Enquanto isso, em Minas Gerais – outro estado brasileiro a possuir um imenso acervo histórico-artístico-religioso – a Coordenadoria do Patrimônio Cultural do Ministério Público tem catalogados 689 bens desaparecidos. O órgão avalia que o Estado já perdeu 60% de seus tesouros sacros em razão de roubos e furtos.

 

Fonte: Radio Vaticano.

Anúncios

O que significa a Coroa do Advento?

Deixe um comentário

A coroa é o primeiro anúncio do Natal. O verde é o sinal de esperança e vida, enfeitada com uma fita vermelha, simbolizando o amor de Deus por nós, que se manifesta de maneira suprema no nascimento do Filho de Deus humanizado.

A coroa é composta de quatro velas nos seus cantos presas aos ramos formando um círculo. O círculo não tem começo nem fim, é símbolo da eternidade de Deus e do reinado eterno do Cristo. A cada domingo acende-se uma delas.

As quatro velas do Advento simbolizam as grandes etapas da salvação em Cristo. No primeiro domingo do Advento, acendemos a primeira vela que simboliza o perdão a Adão e Eva. Cristo desceu à mansão dos mortos para dar-lhes o perdão. No segundo domingo, a segunda vela, acesa com a primeira, representa a fé dos Patriarcas: Abraão, Isaac, Jacó, que creram na Promessa da Terra Prometida, a Canaã dos hebreus; dali nasceria o Salvador, a Luz do Mundo. A terceira vela, acessa com as duas primeiras, simboliza a alegria do rei Davi, o rei que simboliza o Messias porque reuniu sob Seu reinado todas as tribos de Israel, assim como Cristo reunirá em si todos os filhos de Deus. É o domingo da alegria. Esta vela tem uma cor mais alegre, o rosa ou roxo claro. A última vela simboliza os profetas, que anunciaram um reino de paz e de justiça que o Messias traria. É a vela branca.

Professor Felipe Aquino

 

Fonte: http://cancaonova.com/

 

ARGÉLIA: QUATRO HOMENS PODERÃO SER PRESOS POR CONVERSÃO AO CRISTIANISMO

Deixe um comentário

Argélia, 29 nov (RV) – Quatro argelinos poderão receber pena de um ano de prisão, porque se converteram ao cristianismo. Eles são perseguidos ainda por terem aberto um lugar de culto ilegal na região de Tizi-Ouzou, e por terem hospedado um pastor francês. O pastor estaria na região para dar uma conferência aos membros da comunidade cristã local.

O veredicto será dado no próximo dia 12 de dezembro. Muitas pessoas já manifestaram seu apoio aos quatro acusados.

A legislação na Argélia sobre os cultos não muçulmanos ficou mais rígida desde 2006.

Há nesse país africano um decreto que restringe cultos não islâmicos, gerando perseguição à minoria cristã. Apesar de a legislação local tentar evitar medidas extremas contra minorias religiosas, incidentes contra pregadores e padres são constantes, e, em dezembro de 2009, uma igreja foi incendiada.

 

Fonte: Radio Vaticano.

Evangelho – Mt 4,18-22

Deixe um comentário

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus

Quando Jesus andava à beira do mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens.” Eles, imediatamente deixaram as redes e o seguiram. Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou. Eles, imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram.

 

Palavra da Salvação.

 

 

Santo André Apóstolo

Deixe um comentário

Hoje a Igreja está em festa, pois celebramos a vida de um escolhido do Senhor para pertencer ao número dos Apóstolos.

Santo André nasceu em Betsaida, no tempo de Jesus, e de início foi discípulo de João Batista até que aproximou-se do Cordeiro de Deus e com São João, começou a segui-lo, por isso André é reconhecido pela Liturgia como o “protocleto”, ou seja, o primeiro chamado: “Primeiro a escutar o apelo, ao Mestre, Pedro conduzes; possamos ao céu chegar, guiados por tuas luzes!”

Santo André se expressa no Evangelho como “ponte do Salvador”, porque é ele que se colocou entre seu irmão Simão Pedro e Jesus; entre o menino do milagre da multiplicação dos pães e Cristo; e, por fim, entre os gentios (gregos) e Jesus Cristo. Conta-nos a Tradição que depois do Batismo no Espírito Santo em Pentecostes, Santo André teria ido pregar o Evangelho na região dos mares Cáspio e Negro.

Apóstolo da coragem e alegria, Santo André foi fundador das igrejas na Acaia, onde testemunhou Jesus com o seu próprio sangue, já que foi martirizado numa cruz em forma de X, a qual recebeu do santo este elogio: “Salve Santa Cruz, tão desejada, tão amada. Tira-me do meio dos homens e entrega-me ao meu Mestre e Senhor, para que eu de ti receba o que por ti me salvou!”

Santo André Apóstolo, rogai por nós!

Papa reflete sobre esperança e expectativa do Advento

Deixe um comentário

“A Igreja inicia um novo Ano Litúrgico, um novo caminho de fé que recorda o evento Jesus Cristo”, recordou o Papa Bento XVI no Ângelus deste domingo, 28. “No Tempo do Advento olhamos tanto para a vinda do Filho de Deus, quando nasce da Virgem Maria, quanto ao seu retorno glorioso, quando virá a julgar os vivos e os mortos”.

O Papa destacou esta expectativa tem um aspecto profundamente humano, “em que a fé se torna uma só coisa com a nossa carne e o nosso coração”.

“A expectativa, a espera é uma dimensão que atravessa toda a nossa existência pessoal, familiar e social. A expectativa está presente em mil situações desde as pequenas e banais até as mais importantes que nos envolvem totalmente e profundamente”, explicou Bento XVI.

O Santo Padre citou como exemplo o casal que espera um filho, uma pessoa que espera um parente ou um amigo que vem de longe, a espera de um conversa de trabalho, a espera nas relações afetivas, do encontro com a pessoa amada, a expectativa da resposta de uma carta, do acolhimento do perdão, e outras situações. E acrescentou: “Pode-se dizer que o homem está vivo até quando sabe esperar, até quando em seu coração estiver viva a esperança. E o homem reconhece suas expectativas: a nossa ‘estatura’ moral e espiritual pode ser medida por aquilo que desejamos, por aquilo em que esperamos.”

Podemos nos perguntar, neste Tempo de Advento, que nos prepara para o Natal: o que espero? Para onde se dirige neste momento o meu coração? Tais perguntas – segundo o Papa – devem ser feitas pelas famílias, comunidades e nações. “O que nós esperamos, juntos? O que une as nossas aspirações?”, questionou ainda o Santo Padre.

Bento XVI ressaltou que antes do nascimento de Jesus, era muito forte em Israel a expectativa do Messias, ou seja, do Consagrado, descendente de Davi, que teria libertado o povo da escravidão moral e política e instaurado o Reino de Deus.

Ninguém imaginou que o Messias poderia nascer de uma humilde jovem como Maria, prometida como esposa a José. Nem ela teria pensado nisso, mas em seu coração a espera do Salvador era tão grande, a sua fé e a sua esperança eram tão fortes, que Ele pôde encontrar Nela uma mãe digna”, disse o Papa.

Bento XVI concluiu a oração mariana do Angelus exortando os fiéis a aprenderem com Maria, Mulher do Advento, “a viver os gestos cotidianos com um espírito novo, com o sentimento de uma expectativa profunda, que somente a vinda do Senhor pode preencher”. O Papa concedeu a todos a sua bênção apostólica.

Fonte: http://www.cancaonova.com/

SOLIDARIEDADE DE BENTO XVI AO RIO

Deixe um comentário

Cidade do Vaticano, 29 nov (RV) – Na manhã deste domingo, 28 de novembro, o Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta recebeu um fax do Núncio Apostólico, Dom Lourenzo Baldisseri, transmitindo a solidariedade do Papa Bento XVI à Igreja no Rio de Janeiro, conforme as palavras do Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Tarcísio Bertone. Eis o texto:

“Excelência Reverendíssima
Cumpro o dever de transmitir a Vossa Excelência, o telegrama de Sua Eminência o Cardeal Tarcísio Bertone, Secretário de Estado:
“Exmo Revmo Dom Orani João Tempesta, Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro.

O Santo Padre segue com profunda mágoa os graves enfrentamentos e as violências destes dias no Rio de Janeiro, particularmente na comunidade “Vila Cruzeiro”. O Sumo Pontífice assegura a sua oração pelos mortos, como também pelas suas famílias, e pede aos responsáveis que ponham fim às desordens, enquanto os encoraja restabelecerem o respeito da Lei e do Bem Comum.

Cardeal Tarcísio Bertone
Secretário de Estado de Sua Santidade”

Uno às palavras do Emmo Cardeal minha fervente oração a Deus Todo-poderoso e rico em misericórdia, nesta circunstância tão dolorosa na sua Arquidiocese. Aproveito do ensejo para expressar meus sentimentos de alta estima,

Dom Lourenzo Baldisseri,
Núncio Apostólico”

 

Fonte: Radio Vaticano.

Older Entries