Francisco de Assis renunciou a toda glória que não tivesse o sabor de Cristo.

Deixe um comentário

MinistroSabemos que toda a vida de Nosso Senhor Jesus Cristo é mistério, desde a sua encarnação, seu nascimento, sua vida pública, os seus milagres, suas curas, seus exorcismos, sua paixão e morte, sua descida aos infernos, sua ressurreição e ascensão aos céus, tudo isso é mistério da fé. E nossa vida também é um ciclo onde temos momentos que podem se assemelhar mais aos sofrimentos de Cristo e outros que podem se assemelhar mais à sua Glória. Portanto tudo aquilo que fazemos, tudo aquilo que vivemos, todos os momentos bons ou ruins devem ter o sabor de Cristo. Se não tiver o sabor de Cristo terá o sabor do mundo. E se vivemos nos alimentando dos sabores do mundo é porque não somos cristãos e sim mundanos. O cristão é um outro Cristo, por isso conforma a sua vida à vida do seu Senhor. E assim era também Francisco de Assis que imitava em tudo Jesus e tentava cada dia mais se assemelhar a ele, tanto que recebeu em seu próprio corpo as marcas da paixão do Senhor.
Nós sabemos o quanto Francisco era humilde, o quanto ele queria desaparecer para que Cristo fosse louvado e quantas renúncias ele fez. Dessa forma podemos concluir erroneamente que Francisco tenha renunciado a Glória. De fato ele renunciou sim a glória humana, renunciou toda glória que vem dos homens, mas não renunciou a Glória de Cristo, pois do contrário estaria renunciando o próprio Cristo. Francisco viveu o presépio em Greccio, realizou muitas curas em nome do Senhor, expulsou muitos demônios, sofreu a paixão e portanto seria justo e digno que vivesse também a Glória de Jesus, mas não a vanglória que vemos em muitos pregadores dos nossos dias e sim aquela que tem sabor de Cristo. O próprio apóstolo Paulo que também tanto sofreu por amor ao Cristo e afirmava ter um espinho na carne que alguns teólogos afirmam que poderia se tratar de estigmas embora ainda aja muita controvérsia sobre esse assunto, dizia não se gloriar em nada a não ser no próprio Cristo.
E quanto a nós? Em que ou em quem buscamos a glória? Em nossas realizações profissionais, em nossos relacionamentos amorosos, buscamos fama, reconhecimento?
Ou procuramos nos humilhar, procuramos desaparecer para que Cristo seja louvado? Procuramos elogios ou buscamos sofrer as dores da paixão do Senhor nas lutas do dia a dia para um dia finalmente gozar nos céus da Glória de Deus?
Que assim seja, amém. Paz e bem!

Rodrigo Hogendoorn Haimann, ofs

Segunda Vida de São Francisco – Tomás de Celano.

Deixe um comentário

SEGUNDO LIVRO

Capítulo 62 – Sobre as horas canônicas, que devem ser recitadas com devoção

96
1 Rezava as horas canônicas com devoção e não menor respeito.
2 Mesmo doente dos olhos, do estômago, do baço e do fígado, negava-se a se encostar no muro ou na parede durante a salmodia. Rezava as horas em pé e sem capuz, sem vaguear os olhos e sem interrupções.
3 Quando ia pelo mundo a pé, sempre parava para recitar o ofício. Se estava a cavalo, apeava.
4 Num dia em que vinha voltando de Roma e estava chovendo muito, desceu do cavalo para rezar o ofício e ficou tanto tempo em pé que acabou encharcado na chuva.
5 Às vezes dizia: “Se o corpo tem uma hora de descanso para tomar o alimento que, como ele, vai ser pasto dos vermes, com que paz e tranqüilidade deve a alma tomar seu alimento, que é o seu Deus!”

Após o Angelus, Papa pede orações por sua viagem à América Latina

Deixe um comentário

01A Solenidade de São Pedro e São Paulo é vivida pela Igreja universal, mas com particular alegria pela Igreja de Roma, “porque no testemunho desses apóstolos, selado com sangue, ela tem seus fundamentos”. Foi o que observou o Papa Francisco no Ângelus, nesta segunda-feira, na Praça São Pedro. Ao fim da oração, o Pontífice pediu que todos rezem por sua viagem ao Equador, Bolívia e Paraguai no próximo mês.
“Roma tem um afeto especial e reconhecimento por estes homens de Deus que vieram de uma terra distante para anunciar o Evangelho de Cristo ao qual se dedicaram totalmente”, disse. O Pontífice notou ainda que é um “orgulho espiritual” em Roma “a herança gloriosa desses dois Apóstolos”, os quais deixam um chamado a viver as virtudes cristãs. “De maneira particular a fé e a caridade: a fé em Jesus como Messias e Filho de Deus, que Pedro professou por primeiro e Paulo anunciou aos gentios, e a caridade que esta Igreja é chamada a servir com horizonte universal”.
O Santo Padre lembrou também da Virgem Maria, “imagem da Igreja, esposa de Cristo vivo”, em sua alocução. Francisco falou sobre a relação entre Maria, Pedro e Paulo. “Pedro conheceu pessoalmente a Mãe de Deus e na conversa com ela, especialmente nos dias que precederam o Pentecostes, ele aprofundou o conhecimento do mistério de Cristo. Paulo, ao anunciar o cumprimento do desígnio salvífico na plenitude dos tempos, recordou a mulher da qual o Filho de Deus nasceu”.
O Bispo de Roma ressaltou que em Pedro e Paulo estão as raízes da profunda e secular devoção dos romanos “para com a Virgem, invocada especialmente como Salus Populi Romani”.
Ele sublinhou: “Maria, Pedro e Paulo são os nossos companheiros de viagem na busca de Deus. São os nossos guias no caminho da fé e santidade. Invoquemos a sua ajuda para que o nosso coração possa sempre estar aberto às sugestões do Espírito Santo e ao encontro com os irmãos”.
Papa Francisco falou aos fiéis também sobre a Celebração Eucarística que presidiu pela manhã, na Basílica Vaticana, quando abençoou e entregou o pálio a 46 Arcebispos metropolitanos. Ele manifestou o desejo de que o pálio, “além de aumentar os laços de comunhão com a Sé de Pedro, seja um estímulo para um serviço cada vez mais generoso às pessoas confiadas ao seu zelo pastoral”.
O Santo Padre recordou ainda a presença da delegação do Patriarcado Ortodoxo de Constantinopla, que foi a Roma participar da Solenidade de São Pedro e São Paulo. “Esta presença é sinal dos laços fraternos existentes entre as nossas Igrejas. Rezemos para que se reforce entre nós o caminho da unidade”, disse.
Em seguida, sublinhou que a oração de hoje é especialmente para a cidade de Roma, “para o seu bem-estar espiritual e material: que a graça divina sustente todo o povo romano para que viva plenamente a fé cristã, testemunhada com o ardor intrépido dos Santos Pedro e Paulo”.
Após o Angelus, o Papa saudou com afeto os fiéis de Roma e as famílias, Paróquias, associações provenientes da Itália e de várias partes do mundo. Cumprimentou também os estudantes das escolas católicas dos Estados Unidos e da Escócia, e fez votos para a tradicional queima de fogos que se realizará esta noite no Castel Sant’Angelo. A soma arrecadada ajudará uma iniciativa de caridade na Terra Santa e no Oriente Médio.
Por fim, pediu orações para a sua próxima viagem ao Equador, Bolívia e Paraguai, que realizará de 5 a 13 de julho. “Peço a todos vocês que me acompanhem em oração, para que o Senhor abençoe esta minha viagem ao continente latino-americano para mim tão caro, como podem imaginar”, declarou. Ao povo dos três países, expressou a sua alegria por poder ir a suas casas e reiterou o pedido de oração, “para que Nossa Senhora nos dê a graça de nos acompanhar com sua materna proteção”.

Fonte: http://www.acidigital.com

Arcebispo de Curitiba recebe do Papa o pálio arquiepiscopal

Deixe um comentário

01O arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, recebeu o pálio – faixa de lã branca que é uma expressão da missão apostólica – nesta segunda-feira, 29. Durante a celebração na Festa de São Pedro e São Paulo, o Papa Francisco entregou o pálio a Dom Peruzzo e a outros 45 arcebispos metropolitanos.
Já tradicional em toda festividade de São Pedro e São Paulo, a cerimônia teve uma novidade neste ano: o pálio foi apenas entregue e não colocado pelo Santo Padre. A imposição do Pálio será feita pelo Núncio Apostólico nas respectivas arquidioceses de origem.
O significado dessa alteração, anunciada em janeiro deste ano, é colocar em maior evidência a relação dos arcebispos com a sua Igreja local e, assim, dar também a possibilidade a mais fiéis de estarem presentes neste rito.
Segundo informações da arquidiocese de Curitiba, a cerimônia da imposição do pálio a Dom Peruzzo ainda não foi marcada. Assim que ele voltar de Roma a cerimônia deve ser agendada.

Palavras do Papa
“Amados arcebispos que hoje recebestes o pálio! Este é o sinal que representa a ovelha que o pastor carrega aos seus ombros como Cristo, Bom Pastor”, disse Francisco durante a celebração.
O Santo Padre destacou que a Igreja espera que eles sejam homens de oração e que ensinem ao povo que a libertação de todas as prisões é a obra de Deus. Também os próprios arcebispos devem ser, para os mais necessitados, anjos e mensageiros da caridade.
“A Igreja quer-vos homens de fé, mestres de fé, que ensinem os fiéis a não terem medo de tantos Herodes que afligem com perseguições, com cruzes de todo o gênero. Nenhum Herodes é capaz de apagar a luz da esperança daquele que crê em Cristo!”.
Francisco também enfatizou que os arcebispos devem ser homens de testemunho, o que não existe sem uma vida coerente. “Hoje, sente-se necessidade não tanto de mestres, mas de testemunhas corajosas, que não se envergonham do nome de Cristo e da Sua cruz perante as potências deste mundo”.

Fonte: http://www.cancaonova.com

Francisco visita Bento XVI; férias de Verão alteram atividades do Papa

Deixe um comentário

01O Papa Francisco foi, na manhã desta terça-feira (30/06), até o Mosteiro Ecclesia Mater nos Jardins Vaticanos, onde saudou o Papa emérito, que partiu para Castelgandolfo. Bento XVI ficará na residência pontifícia até o próximo dia 14 de julho. O encontro desta manhã durou cerca de meia hora e marcou o início das atividades de Verão no Vaticano.

Audiências e missas
As Audiências gerais da quarta-feira estão suspensas durante todo o mês de julho. Em agosto, elas serão retomadas na Sala Paulo VI. Com exceção para a já prevista audiência da próxima sexta-feira, dia 3, com a Renovação Carismática na Praça São Pedro, todas as demais audiências estão suspensas. O único compromisso público do Papa neste período, quando estiver no Vaticano, segue sendo o Angelus de Domingo. As missas matutinas do Papa com os grupos de fiéis na Casa Santa Marta estão suspensas nos meses de julho e agosto. Serão retomadas em setembro.

Fonte: http://www.radiovaticana.va

A dor do papa Francisco pelas tragédias na Tunísia, na França e no Kuwait

Deixe um comentário

01O papa Francisco se une à dor do mundo pelos massacres que golpearam na última sexta-feira a Tunísia (tiroteio na praia de Sousse), a França (decapitação de um homem numa fábrica perto de Lyon) e o Kuwait (bomba em uma mesquita), todos perpetrados por terroristas.
Em três telegramas, assinados pelo cardeal secretário de Estado Pietro Parolin e dirigidos aos respectivos núncios apostólicos, o papa condenou a violência que gera tanto sofrimento e pediu do Senhor o dom da paz. Invocando a bênção de Deus sobre as famílias das vítimas, o Santo Padre também pediu que Deus os conforte, confiando à Sua misericórdia as almas dos mortos.
Em particular na mensagem pela trágica perda de vidas no ataque contra a mesquita na Cidade do Kuwait, o papa oferece as suas fervorosas orações pelas vítimas e pelos membros das suas famílias e denuncia com veemência os atos bárbaros. Francisco pediu que o núncio transmita a sua proximidade espiritual às famílias atingidas e encoraje o povo do Kuwait a não se desanimar em face do mal.

Fonte: http://www.zenit.org

Evento Bote Fé irá unir cultura e evangelização da juventude

Deixe um comentário

01A terceira edição do Bote Fé, evento que será realizado pela arquidiocese de Olinda e Recife (PE) no dia 18 de julho, terá momentos de adoração, caminhada e shows. O pré-lançamento do evento, dia 19, contou com um café da manhã na Casa da Juventude Padre Antônio Henrique, em Recife (PE).
Na ocasião, o arcebispo metropolitano, dom Fernando Saburido, partilhou com a juventude a experiência do encontro com o papa Francisco, no 3º Retiro Mundial de Sacerdotes, em Roma. Também foi entregue o troféu Amigos da Juventude a pessoas e empresas que contribuem com o trabalho pastoral.

Bote Fé
Com início marcado para as 16h, o Bote Fé será realizado na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, na área central do Recife. Na programação, além dos momentos de Adoração e caminhada, a animação ficará por conta de shows de banda Rosas de Saron, Diego Fernandes com Banda Arcangelus e da dupla Doidin de Deus.
Segundo dom Saburido, “a Igreja continua naquele espírito da Jornada Mundial da Juventude, em preparação para a próxima, que será na Polônia. É preciso manter esse espírito de animação e compromisso com a missão”. O desejo do arcebispo é ver a juventude realmente inserida na evangelização, com os jovens evangelizando outros jovens com a sua linguagem e maneira descontraída de ser.
A entrada no evento é gratuita. Camisas oficiais estão sendo vendidas para ajudar nos custos e podem ser adquiridas na Casa da Juventude ou com os voluntários em diversas paróquias.

Homenagem
Dom Fernando e o bispo auxiliar, dom Antônio Tourinho, foram contemplados com o troféu Amigos da Juventude. Além dos bispos, religiosos, leigos e empresas receberam a honraria. De acordo com o presidente da Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Juventude, padre Antônio Gomes, a homenagem é um gesto de gratidão. “O troféu nasce do reconhecimento de pessoas e empresas que acreditam na juventude, investem, apoiam e incentivam práticas afirmativas para as juventudes”, explicou o presidente.

Encontro com Francisco
O arcebispo ainda partilhou sobre sua participação no 3º Retiro Mundial dos Sacerdotes, em Roma, realizado de 10 a 14 de junho. Segundo dom Saburido, o pontífice foi convidado para visitar a capital pernambucana em 2017.
Dom Saburido também visitou a Basílica de Santo Antônio, na cidade de Pádua, Itália, e teve a ideia de conseguir no local uma relíquia em primeiro grau do santo, que é padroeiro da arquidiocese. Apesar das dificuldades, o arcebispo acredita que há a possibilidade e fará um ofício na tentativa de conseguir o feito. Se conseguir, adianta, uma peregrinação até Pádua será organizada, na intenção de que seja acompanhado pelos fiéis à cidade italiana.

Fonte: http://www.cnbb.org.br

Older Entries